Arquivo de março \30\UTC 2010

Praha!

Cimiterio hebreu

Depois de tanto tempo sem aparecer achei que seria interessante vir aqui escrever um pouco, aproveitando minhas férias de pàscoa, e momentos intediantes como este. Com 5 horas de diferença é difìcil encontrar alguém online, principalmente quando aqui sao 14hs e no Brasil 9! E provavelmente todos estejam debruçados nos livros… Acho que desde que fui pra Praga nao escrevo aqui. Bom, do dia 11 ao 15 estive em Praga com a escola, nao sei como descrever o quanto eu me diverti! Os jovens italianos sao diferentes dos brasileiros, amizade entre garotos e garotas nao é algo tao frequente e obvio, o que leva a nao-uniao entre os colegas de classe, mas essa viagem melhorou muito as coisas! Foram 5 dias juntos das 9 às 2 da manha, rindo e fazendo piadinhas, cantando… Digamos que os tchecos nao sao là aquela simpatia, tanto na Italia quanto na Republica Tcheca eu sou uma estrangeira, e a minha primeira impressao tcheca foi muito diferente daquela italiana. Eles sao muito mais frios, menos receptivos. Iamos em lojas e perguntavamos as coisas em ingles e eles nos respondiam em tcheco. Hm, està quase fàcil entender tcheco! Claro que tinham exceçoes, aqueles fofinhos que tentam falar ingles, etc , mas a nossa impressao foi predominantemente de frieza.

essa foto eu tirei da torre do famoso Relogio de Praga

 

Na nossa primeira noite fomos em um pub, muito legal, rimos e dançamos muito, no dia seguinte fizemos um passeio durante o dia, meu Deus, quanto eu caminhei! Estava sempre morta de cansaço. Sem contar o frio, e a neve! Mas de noite, era sexta-feira, marcamos de sair, a agencia organizou tudo, onibus pra levar, buscar, uma balada, hmm legal, todos animados. Gente, nos levaram pra um lugar bizarro! Isso foi uma outra coisa que nos fez ficar com uma mà impressao dos tchecos, o que a agencia nos enganou e roubou dinheiro nao é brincadeira… Bom, era uma discoteca em um lugar estranhissimo, dividida em duas partes, uma de musica latina (ew!) e a outra de musica de discoteca normal. Na parte latinha tinha AREIA  e uma PISCINA, com tchecos de sunguinha… Non ho parole. Ficamos meio revoltados mas  aceitamos  a situaçao e estavamos nos divertindo horrores, dançando, etc, até que um tcheco folgado começou a empurrar meu amigo, que falou pro tcheco nao empurrar ele, e o fim voces podem imaginar, tcheco frio + bebida. Eles simplesmente começou a socar meu amigo, e meu amigo revidou, claro. Seguranças arrastando meus amigos pra fora, largando eles na escada, tchecos covardes chegando por tràs dando chutes, meus amigos sangrando, nòs fora da discoteca, professoras desesperadas querendo ver videos da segurança para fazer denuncia (estupida), meia hora de papo, garotos limpando sangue, grupo de 15 tchecos se aproximando, mais muuita briga, socos, chutes. Tcheco dando um soco no nariz da minha amiga, o outro jogando a outra no capo do carro, eu correndo aos prantos. Muito sangue. Onibus. Todos rindo e cantando, felizes por nao estarem mortos ou pelo menos quebrados. Hospital.

E’, foi muito tenso, eu entrei em desespero, mas no fim ficou tudo bem, nos divertimos muitos… Quase nao dormimos essa noite, ficamos todos juntos em um quarto esperando o outros que estavam mais machucados e que tinham ido pro hospital voltarem, e receber noticias. Que noite! No sabado nem saimos, sò passeios, castelos, igrejas, no domingo fomos naquele pub de novo, porque era a ultima noite. Nos divertimos muuito uma outra vez, e no dia seguinte eu estava quase chorando porque nao queria ir embora. Depois dessa viagem declarei, nao posso voltar pro Brasil!

… depois ponho mais fotos, nao to conseguindo

Aqui nao é frio o suficiente

But you can only live life in one place at a time. And your own life while it’s happening to you never has any atmosphere until it’s a memory. (A. Warhol)

Alegria de imigrante dura pouco. Eu achei que a primavera estava chegando, e que eu finalmente poderia viver feliz. Na primavera, com o sol, as flores… E’. Nao. O frio voltou,  e jà que é pra viver no frio, vamos para o frio de verdade! Amanha vou para Praga (-8°C), hoje enquanto fazia minha mala cacei as roupas  mais quentes possiveis que eu poderia encontrar no meu armario. Algo me diz que eu ainda vou passar frio. E’ uma viagem da escola, vamos ficar 5 dias… Dizem que é sempre muito legal, e que ajuda a unir a classe. ASSIM ESPERAMOS.

Fotografando

da série Minha Alma Costura Veias - Lucia Castanho

Queria mostrar uma coisa… O trabalho nao é meu, mas as fotografias sao minhas! Eu que fiizz!

http://www.robertakaram.com.br/castanho.htm

Esse é o site de uma galeria, em Porto Alegre. Uma galeria muuito legal!

http://luciacastanho.com.br/

No site na parte de fotografia nao sao todas as fotos minhas (sò as mais bonitas hein! .. brincadeira). Nas fotos, indo pra esquerda, a partir da foto com uma coroa de “espinhos” sao as que eu fiz! Essas fotos sao muito muito legais, e eu amo!

StreetStyle

Eu falo que as orientais sao as melhores! Hahahaha..

Hoje nao fui pra escola (eba!), estava meio atrasada, e entrar na segunda aula aqui na Italia é um saco, sò pode cinco vezes, em 4 meses! Ah é né, até parece, no Brasil eu chegava pelo menos uma vez por semana… Hahaha, e como em um mes eu ja acabei com quatro dos meus cinco possiveis atrasos, preferi ficar em casa.  E segunda-feira é um dia meio nulo na escola: ingles, filosofia, historia (que eu nao entendo nada), musica e literatura italiana (que eu nao entendo nada 2). Entao preferi ficar aqui, repousar do final de semana (?).

Ah! Clicando as fotos aumentam! Da pra ver os detalhes de pertinho…!

Hahaha, esqueci de contar um episòdio do meu final de semana. Sabado nao fui pra escola, pra ir pra Tagliacozzo, ia pegar o trem as 11:58, sò que acordei meio tarde, umas 10:20, tinha que tomar banho, secar meu cabelo, fazer minha mala, escolher meu vestido, ir pegar o metro atééé a estaçao, comprar o bilhete… Bom, conclusao, saì correndo de casa! Por sorte meu irmao se ofereceu pra me levar até a estaçao de metro aqui perto de moto, ele ficou me apressando na hora de sair de casa, mas ok, hehe (ok mais ou menos, esperem). Cheguei là, entrei no metro, acho que umas 10 paradas, depois de um tempo faltando uns 8 minutos pro trem sair, cheguei na parada da estaçao. Antes de sair do metro resolvi ir pegando minha carteira pra adiantar, e sò entrar na fila correndo pra comprar o bilhete. Nao a encontrei! E onde estava minha carteira? Em cima da minha cama, na minha casa. E eu? Na estaçao, atrasada, muito longe da minha casa.

Resolvi me acalmar, entrei na estaçao, sentei, revirei minha mochila. De fato, nao estava là né. Comecei a pensar, lembrei que tinha pego minha carteira, mas nao tinha colocado na mochila, o Lorenzo me apressou tanto… Antes de sair de casa ele perguntou: pegou tudo? dinheiro, cartao do metro.. ? Sim, sim, peguei! E’, peguei. … Liguei pro meu host-father, ele falou que estava de fato na minha cama, pensei, Fodeu! Vou ter que pegar o trem sòòò as 14:30. Mas muito ninja bolei um plano com meu pai, ele comprou o bilhete pela internet e me deu o còdigo, dai fui voaando até o trem, procurei o homem que passa controlando os bilhetes, falei que esqueci minha carteira (hehe, ele me olhou com uma cara de tipo “imbecil!”) e perguntei se podia ter sò o còdigo. Ele falou que dessa vez tudo bem, que eu tinha avisado ele antes. E fim, deu tudo certo. Mas realmente eu sou muito idiota. E pra voltar o Paulo teve que me fazer um emprestimo… Hahahaha!

A melhor parte foi enquanto eu estava no trem, entediada, e passamos por uma placa “Tivoli”. Aì começo a pensar… Mas pra ir pra Tagliacozzo passa por Tivoli??? Por sorte sim, mas realmente poderia nao passar, porque eu entrei correeendo no trem, e nem conferi se era aquele mesmo! (Gente, é sempre aquele binàrio, nao poderia estar errado… Hehehehe)